Meu projeto de um ano, Parte 3: "Era pra ser um ano, mas durou dois!"

Esse texto foi pra finalizar esse meu projeto de um ano ( que durou quase dois :D :D ). Nesse meio tempo meti o louco outra vez ( ver matéria um ) me mudei de Fortaleza para São Paulo, morei de favor, trabalhei em jornadas de 18 horas o dia, fiz muita merda ( importante ressaltar ) foi um aprendizado sem igual trabalhar em Sampa. Tive alguns problemas pessoais sérios, isso tudo me fez puxar um pouco o freio de mão, mas depois de tudo resolvido, botei a mão na massa de novo. Não estou falando isso para você ter pena de mim ou algo parecido, estou só querendo ressaltar que a vida é cheia de problemas e de curvas que a gente não espera, só acho que é importante seguir em frente. Então como se diz no Jiu Jitsu ( pelo menos foi onde aprendi isso ) #nosadhistories. Abaixo o que eu havia preparado antes disso tudo ter acontecido. Espero que te ajude! Arrocha! 

Os frutos desse amadurecimento profissional e pessoal que eu mencionei na matéria anterior me ajudaram com uma par de coisas. E como esse post fala de recompensa, antes de começar com os videos dos próximos meses eu quero voltar um pouco no tempo e falar de uma reunião que tive com um Studio de Los Angeles, que foi no mês de Março se não me engano, que não teve muito impacto no meu portfólio, mas mudou muito como passei ver as coisas na minha vida pessoal e consequentemente profissional. O Studio foi a State Design e nessa reunião o Marcel Ziul (Diretor Criativo) me fez uma pergunta que eu não consegui responder na hora, eu até dei uma resposta, mas ela foi tão insatisfatória que eu mesmo não fiquei convencido dela rsrsrs. A pergunta foi: Qual o seu Main Goal? Qual o seu principal objetivo? A resposta que dei é esquecível, mas aquela pergunta me martelou a mente por meses, ME-SES! Na real ainda martela um pouco até hoje, mas eu sinto que sei mais a resposta hoje do que naquele dia rsrs. Essa pergunta foi meu farol pro restante dos meses, sempre que tomava uma decisão importante essa pergunta surgia na minha mente. Mas você deve estar se perguntando: Porque você ta falando isso Lamek? O que isso tem a ver com recompensa?

Sabe o trabalho do Patativa? Que foi o primeiro da série? Lembra quem foi as referencias? Isso mesmo, State Design. Na reunião foi ele que chamou mais atenção do Marcel e provavelmente pode ter sido o motivo dele aceitar a se reunir comigo. Eu trabalho desde 2008 com audiovisual em Fortaleza e essa foi de longe a vez que caminhei mais longe. Ele até me rendeu alguns elogios, acho que de todos os videos o do Patativa foi o que fiz com mais paixão e pra mim escutar isso de uma referencia minha foi bem satisfatório. E por mais que nunca tenha trabalhado pra eles eu ganhei uma pergunta que é meu norte até hoje! Então a recompensa veio, talvez não da forma que esperava.

Voltando aos trabalhos o mês de julho foi bacana! A vertente da nossa área que mais gosto é a de Main Titles, e um produtor de Chicago entrou em contato comigo para fazer uma intro para um documentário, a grana era pouca, mas o pagamento veio na frase " Queremos o seu estilo, você tem liberdade total para criar aqui"

Sem mais delongas o video e um leve breakdown: 

Teve também um produtor Texano que entrou em contato para me fazer um comercial de uma loja de manutenção de celulares ( o produtor fez curso comigo no SOM), como as condições favoreciam, Time, Money e Liberdade aproveitei e fiz dele o video do mês, agora era mão na massa pra fazer um video que me desse satisfação, porque se não teria que fazer outro rsrs.

 

Não foi um projeto megalomaníaco, mas ele entra porque eu consegui exercer bem um conjunto de fatores que talvez não fiquem muito evidente no filme, esse foi meu primeiro trabalho voltado para publicidade onde eu fiz a parte visual também, contei com a ajuda do Kayro Rocha para ilustrar os personagens. E o melhor de tudo, não teve alteração. Isso mesmo: ZERO ALTERAÇÕES! Eim eim! SA-TIS-FA-ÇÃO!

Na categoria Pagos rsrs teve o projeto da NSCI que fiz pra galera da Mowe Studio. Galera da Mowe me deu bastante liberdade, eu propus referencias, e fiz desde o inicio ao fim do video, sempre guiado pelas guidelines do Studio, afinal o cliente era deles, mas aqui eu quero ressaltar um ponto pra você que está começando agora e está lendo isso:

SEJA PROATIVO, PROATIVIDADE DEMONSTRA INTERESSE, E O CLIENTE QUANDO PERCEBE ESSE INTERESSE VOCÊ ACABA GANHANDO PONTOS POR ISSO. ISSO VALE SE VOCÊ TRABALHAR EM UM FREELA ALOCADO TAMBEM! EXPERIENCIA PROPRIA FALANDO AQUI!

Eu não tenho certeza, mas apostaria duas rapaduras e um quilo de farinha como eles só me deram liberdade porque viram meu interesse, o vídeo tinha outros rumos visuais, que não era esteticamente muito atrativo. Quando foi proposto algo mais agradável e com uma historia por trás ( coisa que aprendi la no Patativa lembra?) acho que ganhei respaldo e confiança para fazer meu trabalho. Abaixo um Making of de leve, com os caminhos que tentei seguir nesse video, uns a gente acerta outros nem tanto, é a vida! rsrsr

 A ideia começou assim! hehehehe

A ideia começou assim! hehehehe


Teve também a sessão de Collabs, que sempre tive vontade de participar, eu adoro a ideia de varias pessoas tendo uma ideia diferente para o mesmo tema, e ver a salada de frutas que isso cria. Collabs tem um lugar no meu Coração!

Love Machine e Motion Corpse eu usei em um mês, porque esse mês eu tava bem folgado.

Aqui os Links para os post originais com os devidos créditos.

Gumdrop Collab Walk Cycle

Gumdrop Collab ID Visual

Motion Corpse 33

Anymotion Collab

Love Machine - Layer Lemonade

Teve o "flashback" Let´s Travel que foi uma vinheta de um programa que foi reprovado, eu tinha um carinho muito grande por essa ideia e pelo acabamento que tinha conseguido dar na epoca, como não tinha mais o projeto, acabei refazendo tudo de novo. Foi um exercicio interessante fazer essa engenharia reversa. Porque eu não lembrava mais de nada que tinha feito hehehe. A proposito imitar é uma ótima forma de aprender.

E por fim o ultimo:

Sabe aquele aquele video conceitual? Pois é, eu sempre brincava que achava esses videos "moh viagem", Nesse meu ultimo video tentei fazer algo conceitual, algo que eu tinha pra mim que eu não era bom, mas que aprendi, como tudo a gente é capaz de aprender. Essa "coisa" é a ideia ( e o 3D também ).

Acho que a ideia é um processo, e como todo processo é contruído por etapas ( eu acho rsrs ) essa é minha forma conceitual de mostrar essas etapas. Eu penso que a ideia ela começa no imaginário da pessoa e termina no imaginário de uma pessoa, as vezes é a mesma pessoa, as vezes não, a ideia é concebida, lapidada, transformada e depois transportada. E esse video é a forma que achei para representar isso, mostrando e mixando os processos tanto no nosso imaginário como os processos de produção que a ideia sofre.

Mas para me chegar até esse resultado, eu viajei muito em alguns conceitos, gostei de uns, de outros nem tantos. Pesquisei, testei, estudei e aqui o resultado de alguns estudos dos conceitos que eu acabei descartando, não pela qualidade técnica, ( que modéstia parte eu curti alguns deles), mas pela ideia mesmo.


Aqui o animatic, que acabei fazendo algumas mudanças depois que eu “aprovei”.

 Durante a produção do video eu sempre postava alguns frames que eu fazia, isso acabou chamando a atenção de um estudio inglês e ele se ofereceu para fazer a trilha e o SFX do meu filme. Foi muito maneiro e eu curti muito o trabalho.

Então fica aqui meu agradecimento a Tom Joyce da Soundcanvas pelo Sound Design, Jim Cornick pela composição e o Invada Studios pela gravação da trilha.

Criei uns posters também, para criar uma certa vibe no lançamento do video, mas como eu sou um cara ansioso acabei soltando tudo antes rsrsrs. Abaixo os posters.

Poster 01.jpg
Poster 03.jpg

E aqui finalmente o video, confesso que eu melhoraria algumas cenas, mas penso que a evolução é constante e melhor finalizado do que guardado.

Durante tudo isso acabei aprendendo muito nos ultimos dois anos, coisas que eu nem imaginava que um dia poderia aprender e outras que eu achava que ja tinha aprendido. E depois de tanta experiência eu ainda sinto como se ainda não tivesse aprendido nada!  

200w_d.gif

E ISSO É ÓTIMO!

 Eu tenho uma paixão muito grande pelo o que eu faço, alem de prover meu sustento, me da uma satisfação que não conseguia explicar, eu sempre penso que isso é meio estranho, as vezes me pergunto "- Meu job é meu superficial, eu em sumo crio coisas no computador". Hoje sei que sempre olhei a ponta errada, porque na real o produto final sou EU e não o vídeo em si, acho que o fato de trabalhar com o que gosto deve ter um resultado positivo na minha vida pessoal e consequentemente as pessoas ao meu redor. Apesar de as vezes não saber ponderar, minha esposa que o diga rsrsrs.

Acho que pra finalizar um sábio conselho pode vir a calhar:

PARA DE CHORO, PARA DE FRESCURA, PARA DE RECLAMAR, OU ENTÃO CONTINUA CHORANDO, NÃO TEM PROBLEMA, MAS CHORA ENQUANTO PRODUZ, PORQUE PIOR QUE UM CHORÃO, É UM ACOMODADO!

 

E é isso! Espero de coração que isso tenha lhe ajudado de alguma forma. 

 

Um xero no coração de vocês. Um forte abraço. Vamos aos proximos projetos!

 

Arrocha!